Imobiliário

Síndico profissional: o que é, o que faz, quais as vantagens e demais curiosidades sobre a profissão

By agosto 18, 2020No Comments

À procura de mais comodidade, segurança e boa infraestrutura, cada vez mais brasileiros estão optando por morar em condomínios fechados. Por este motivo, o número de condomínios no país está em franca expansão. Segundo a ABRASSP – Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais, a receita movimentada pelos condomínios brasileiros ultrapassa o montante dos 165 bilhões de reais.

Caminhando lado a lado ao aumento do número de condomínios no país, está a profissão de síndico, uma vez que, por lei, todo condomínio deve ter a atuação deste profissional.

Diante deste potencial de crescimento, certamente você irá se interessar em se tornar síndico. Todavia, antes de chegar a alguma conclusão, é importante saber o que é, o que faz, quais são as vantagens, e as demais curiosidades desta profissão.  Para te ajudar, ao longo do texto iremos apresentar os principais pontos. Boa leitura!

O que é um síndico profissional?

O síndico profissional é o gestor contratado para gerenciar a administração de um condomínio. A sua contratação é decidida pelos moradores durante a realização das Assembleias Gerais quando nenhum outro condômino deseja ocupar o cargo ou quando se entende a necessidade da contratação de um perfil profissional.

Vale frisar que a sua presença na administração dos condomínios foi estabelecida na revisão do Código Civil Brasileiro, em 2002, em seu artigo 1.347 (Lei 10.406/02). Anteriormente, apenas síndicos condôminos (moradores) eram permitidos.

O que faz um síndico profissional?

As competências do síndico estão definidas no artigo 1.348 do Código Civil. Confira algumas delas:

– Convocar a assembleia dos condôminos;

– Representar ativa e passivamente o condomínio, praticando, em juízo ou fora dele, os atos necessários à defesa dos interesses comuns;

– Cumprir e fazer cumprir a convenção, o regimento interno e as determinações das assembleias;

– Diligenciar a conservação e a guarda das partes comuns e zelar pela prestação dos serviços que interessam aos possuidores;

– Elaborar o orçamento da receita e da despesa relativa a cada ano;

– Prestar contas à assembleia, anualmente e quando exigidas.

Quais as vantagens de ser um síndico profissional?

A profissão de síndico não é fácil. Afinal, lidar com todas as questões de um condomínio e seus moradores é uma grande responsabilidade. Porém, exercer esta atividade tem ótimas vantagens. A seguir listamos algumas delas:

– Profissão a prova de crises:

Como o salário de um síndico profissional é pago a partir das taxas condominiais, e o pagamento destas taxas é uma obrigação prevista em lei, o síndico profissional não deixa de receber o seu salário. Além disso, deve-se considerar a obrigatoriedade de os condomínios terem um síndico, o que garante que sempre existirá a demanda por estes profissionais.

– Flexibilidade de horário:

A profissão de síndico não exige o cumprimento de uma carga horária específica. Logo, o síndico pode definir os seus horários, além de trabalhar em mais de um condomínio.

– Possibilidade do trabalho em home office:

Por ter flexibilidade de horário e não precisar visitar o condomínio diariamente, o síndico profissional consegue realizar as suas atividades sem precisar sair de casa todos os dias.

– Pró-labore:

A existência de condomínios onde o síndico tem uma remuneração específica é uma realidade hoje em dia. E, como a função está cada vez mais profissional, o síndico que tem formação de qualidade e conhecimento técnico consegue uma remuneração considerável.

Qual a diferença entre o síndico morador e o síndico profissional?

O síndico morador é aquele que, como um próprio nome já diz, mora no condomínio e assume a responsabilidade da sua gestão.

Já o síndico profissional é aquele que exerce a atividade como profissão. Ele é considerado um prestador de serviço do condomínio e para regulamentar a sua contratação é preciso que seja firmado um contrato de prestação de serviços.

É preciso formação para atuar como síndico profissional?

Como a atividade ainda não é regulamentada, ela pode ser desempenhada por qualquer profissional. Geralmente, os interessados realizam um curso específico para o assunto (Curso de Síndico Profissional) ou são pessoas que já possuem experiência na área ou no setor condominial.

Vale destacar que, assim como em qualquer outra profissão, a especialização para quem deseja se tornar síndico vem sendo cada vez mais necessária, uma vez que os condomínios estão buscando profissionais capacitados para fazer a gestão de seus bens. Além disso, é importante lembrar que profissionais qualificados por curso têm mais chances de contratação e melhor remuneração.

Agora que você já sabe o que é, o que faz, as vantagens e o que é preciso para atuar como síndico profissional, e provavelmente está interessado em se dedicar à profissão, é hora de buscar uma formação de qualidade.

No curso de Síndico Profissional do IBREP, você conta com disciplinas estratégicas para se tornar especialista na gestão condominial. O curso tem carga horária de 120 horas e, com a modalidade EaD – 100% on-line, você pode estudar de onde estiver e na hora que puder, podendo concluir o curso em até 12 meses, de acordo com a sua disponibilidade. Da legislação às ações que promovem a sustentabilidade do condomínio, você vai aprender tudo o que precisa para se destacar no mercado e conquistar uma ampla carteira de clientes.

Entre em contato com a gente e comece já uma nova carreira!

Leave a Reply

WhatsApp Atendimento Comercial